aeropress

O céu é o meu mundo

Month: Dezembro 2016

Dicas para fazer uma mudança de casa para Londres

 

Londres é uma das cidades mais procuradas da Europa, quer seja para passear, como para viver. No fundo, fixar residência em terras britânicas só tem vantagens: ainda vai havendo emprego, a língua é muito acessível (mesmo para quem não domina o inglês) e a distância entre Portugal não é assim tão grande. Eu, por diversas razões, decidi que chegou a minha hora de emigrar para lá. Por isso, ando já a elaborar um plano para que nada falhe. Se estás na mesma situação, lê com atenção estas dicas de preparação para uma mudança para terras de Sua Majestade:

– A primeira coisa a fazer é procurar residência. Felizmente, já tenho um trabalho garantido e vou ter um bom ordenado, por isso, tenho a facilidade de poder pagar uma habitação só minha. Se não é o teu caso, vê primeiro casas para partilhar. Procura por quartos em sites credíveis.

– A maioria das pessoas apenas leva os pertences mais importantes, deixando para trás as mobílias e os bibelots. É, de facto, o mais coerente. Lembra-te que a viagem ainda é longa e, mesmo que escolhas uma transportadora internacional para levar as tuas coisas, vais notar que o que consideras ser apenas o essencial é, no fim das contas, uma imensidão de malas e bagagens.

– Compara os preços das empresas de transporte de bens, quer as que vão por terra, quer as que vão pelo espaço aéreo. Se não precisas de levar muitos pertences e queres ir de avião, escolhe uma companhia que te satisfaça.

– Independentemente do que tiveres para empacotar, fá-lo com muito cuidado, pois já sabe que a probabilidade de algo se partir é elevada. Embrulha as suas coisas em papéis de jornal e plásticos resistentes (pessoalmente, prefiro usar os plásticos de bolhas), ou coloca tudo em caixas que aguentem um bom peso. Não te esqueças de, no fim, identificar o que empacotou e, se contratares uma empresa de mudanças, indica aos profissionais quais são os bens que necessitam de um maior cuidado.

– Um último conselho que te dou é relativo às burocracias que são necessárias nestes casos. Pensa nos teus contratos de água, luz, telefone (…) que tem cá negociados. Cancela-os a tempo, caso ninguém fique a usufruir da sua casa. Eu considero colocar a minha a alugar, e você? Pensa bem em tudo antes de ir, para evitar teres que cá voltar só para tratar do que ficou pendente.

Sei que pode ser difícil mas a verdade é que uma viagem organizada e bem idealizada ajuda imenso, pelo menos, no que diz respeito aos aspectos práticos!

Mudanças baratas: como poupar dinheiro ao mudar de casa

Nos dias que correm quem é que não procura poupar dinheiro? Por isso, se está a pensar em mudar-se para outra cidade ou outra rua, saiba que há formas de reduzir as despesas inerentes ao processo e assim fazer umas mudanças baratas.

O primeiro passo é definir as tuas despesas, para ver de que forma as pode reduzir. E com algumas dicas e orientações tudo se torna mais simples!

Despesas com Transporte

 O custo inerente ao transporte tem de ser calculado. Vais contratar uma empresa profissionalizada? Pretendes fazer mudanças por conta própria num veículo emprestado? Ou aluga um? Seja como for, há despesas a registar, nem que seja o combustível e o seu tempo!

No caso de contratares profissionais, pede pelo menos 3 orçamentos e escolhe a opção que melhor se adapte à tua carteira e se adeque ao que entendes por mudanças baratas. Alarga a tua pesquisa o mais possível para obter melhores resultados. Se vives na capital, por exemplo, pede não só orçamentos a transportadoras de Lisboa como também do local para onde vais viver, pois o número de viagens é igual e alarga o teu leque de possibilidades de realizar mudanças baratas.

Caso pretendas fazer a mudança por conta própria, podes sempre pedir ajuda a amigos e familiares para evitar fazer um maior número de viagens.

 

Despesas com Armazenamento

 

Se a nova casa ainda não estiver pronta, podes ter de contratar soluções de armazenamento. Para evitares gastar este dinheiro ou poupar no aluguer, podes tentar ver entre os seus amigos se algum deles tem espaço para guardar os seus pertences ou pelo menos alguns deles, para não teres de arrendar um espaço maior.

 

Fala também com os profissionais contratados para o transporte, pois muitas transportadoras de Lisboa e de outros locais do país têm resposta para estas necessidades, podendo inclui-las no orçamento geral a um preço mais simpático.

 

Gastos de Material para Empacotamento

 

Mesmo tendo em mira conseguir umas mudanças baratas, os custos são inevitáveis e vais ter necessariamente de gastar algum dinheiro, nomeadamente com material (caixotes, fitas adesivas, papel acondicionador, marcadores, etc.). Para conseguir minimizar os gastos, podes seguir algumas dicas simples:

 

  1. Faz o empacotamento por conta própria. Apesar de muitas transportadoras de Lisboa e afins oferecerem também o serviço de empacotamento, podes decidir fazê-lo por tua conta e risco, pois isso irá diminuir o valor do orçamento final e contribuir para umas mudanças baratas. De qualquer forma, o serviço de empacotamento profissional poderá ser muito útil para as coisas mais volumosas e difíceis, para móveis que precisam de ser desmontados, etc. Se optares por um meio-termo, também estarás a poupar.
  2. Organiza os teus pertences. Separa o que queres guardar, vender, doar ou deitar fora. Se deitares fora ou doares fica com menos itens, logo economiza no teu transporte, já que seja qual for a tua área de residência grande parte do valor cobrado pelas transportadoras de Lisboa, do Porto ou da Cochinchina é baseado no peso de todos os seus bens que pretendes transportar. Se venderes, ganha um dinheiro extra para ajudar a pagar os serviços. A verdade é que qualquer uma das soluções irá contribuir para que possas fazer umas mudanças baratas.
  3. Procura caixas gratuitas. Vai a supermercados ou outras superfícies comerciais e questiona se têm caixas de cartão já usadas, pois muitas vezes oferecem-nas gratuitamente. Atenção que, nestes casos, convém verificar o estado das mesmas, sendo sempre preferível reforçar a base com fita adesiva.
  4. Utiliza embalagens e malas que já possuis. Fazer mudanças baratas implica utilizar os recursos que já temos em casa. Procura recipientes de plástico, malas e sacolas que possas utilizar para empacotar alguns dos seus pertences. Neste caso poderão ser coisas mais pessoais que não precisam de ser levadas pelas transportadoras de Lisboa ou afins e que facilmente consegues transportar no seu veículo pessoal.
  5. Utiliza toalhas para acondicionar objetos mais frágeis. Em vez de comprar papel de bolhas e outros materiais, forra as caixas com toalhas que tenha em casa e, no final, coloca outra toalha por cima e fecha. Podes também aproveitar folhas de jornais e revistas que tenhas por casa.

 

© 2017 aeropress

Theme by Anders NorenUp ↑